História da Comunicação

Como proposta desta matéria, busquei sair um pouco da distribuição do conteúdo da história da comunicação como uma cronologia linear, com um fato ou situação superando progressivamente o anterior.

Tentei abordar a história sob a ótica da comunicação social, por meio modelos sociais. Relacionando os eventos e seus desdobramentos à tecnologia e técnicas, à percepção visual, com as mídias e suas interferências na e pelas sociedades.

“A história é objeto de uma construção cujo lugar não é o tempo homogêneo e vazio, mas um tempo saturado de “agoras”.
Comparados com a “história da vida orgânica na Terra”, diz um biólogo contemporâneo, “os míseros 50.000 anos do Homo Sapiens representam algo como dois segundos ao fim de um dia de 24 horas, Por essa escala, toda a história da humanidade civilizada preencheria um quinto do último segundo da última hora.” O “agora”, que como modelo do messiânico abrevia num resumo incomensurável a história de toda a  humanidade, coincide rigorosamente com o lugar ocupado no universo pela história humana.
Mas nenhum fato, meramente por ser causa, é só por isso um fato histórico. Ele se transforma em fato histórico postumamente, graças a acontecimentos que podem estar dele separados por milênios.

Sobre o conceito da história* (1940)Walter Benjamin”-(Obras
escolhidas. Vol. 1. Magia e técnica, arte e política.)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s