prece

Há algum tempo um zumbido de cigarra é minha companhia constante. A intensidade varia de forma randômica. Minha sorte é que o oco craniano também é preenchido por tempestades sinapticas. Penso muito, em muitas coisas e ao mesmo tempo de forma hipertextual linkada e relinkada em looping. Sempre foi assim.
A coisa que mais me alivia é a nacortizante a TV. Quase um estado de meditação. Beira ao esvaziamento. Fora esses “bons momentos” de hipnose, os pensamentos ficam circulando, imergindo e emergindo. As vezes trasbordam em suspiros, em desenhos. Noutras converso em voz alta comigo mesma.
Hoje na consciência de mais um janeiro retumbou do nada o alto-falante com aquelas trombetas do templo da Boa Vontade e quase imediatamente, em pensamento, comecei a recitar trechos uma das mais tocantes preces que ja ouvi. Por duas ou três frases fiz coro comigo recitando em voz alta, caminhando no meio da rua. Entre tantas emoções desencontradas é boa a sensação permanente de gratidão. Sou grata por estar viva.


Deus nosso pai, vós que sois todo poder e bondade.
Dai a força àquele que passa pela provação.
Dai a luz àquele que procura à verdade.
Ponde no coração do homem a compaixão e a caridade.
Deus, Dai ao viajor a estrela guia, Ao aflito a consolação, Ao doente o repouso.
Pai, Dai ao culpado o arrependimento, Ao espírito a verdade, A criança o guia, Ao órfão o pai
Senhor,Que a vossa bondade se estenda sobre tudo que criaste.
Piedade senhor para aqueles que não vos conhecem,
A esperança para aqueles que sofrem.
Que a vossa bondade permita aos espíritos consoladores
Derramarem por toda parte a paz, a esperança e a fé.
Deus,
Um raio, uma faísca do vosso amor pode abrasar a terra.
Deixai-nos beber nas fontes esta bondade fecunda e infinita
E todas as lágrimas secaram, todas as dores acalmar-se-ão.
Uma só oração, um só pensamento subirá até vos,
Como um grito de reconhecimento e de amor.
Como moisés sobre a montanha
Nos lhe esperamos com os braços abertos
Oh bondade! Oh beleza! Oh perfeição!
E queremos de alguma sorte alcançar vossa misericórdia.
Deus,
Dai-nos a força de ajudar o progresso a fim de subirmos até vos.
Dai-nos a caridade pura.
Dai-nos a fé e a razão.
Dai-nos a simplicidade, que fará de nossas almas…
Um espelho onde se refletirá a vossa santa e misericordiosa imagem.

Anúncios

Autor: >Lila

jornalista, vicionauta, blogueira, muito interessada em educação e comunicação [social, visual, digital] (professora, aluna, pesquisadora, mãe, filha e avó em ordem randômica de tempo, espaço e sensações )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s