O medo da subjetividade tolheu-me…

Relaxando navegando, apos ficar horas quebrando a cabeça em justificar minhas categorias de análise me deparei com este blog com um resumo da Bardin. O que chamou minha atenção foi a reflexão sobre a experiência na atividade que o autor da postagem, Luís Miguel, fez. Sinto algo parecido. Teoricamente parece tão concreto, mas ao trazer para a realidade da pesquisa e traduzir aos interlocutores em palavras  o proprio racicínio, os contornos subjetivos da definição das categorias e toda linha condutora da pesquisa se assemelham ao caminhar numa corda bamba. Insegurança e nenhuma alternativa ao não ser ir em frente.

[desenvolvimento+de+uma+analise_bardin.png] © Laurence Bardin 2008
Desenvolvimento de uma análise © Laurence Bardin 2008
Anúncios

Autor: >Lila

jornalista, vicionauta, blogueira, muito interessada em educação e comunicação [social, visual, digital] (professora, aluna, pesquisadora, mãe, filha e avó em ordem randômica de tempo, espaço e sensações )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s