dogmando

…se não permanecêssemos constantemente alertas para as fontes de ambigüidade e erro nas provas existentes e nas falhas semânticas, ocultas nas generalizações que foram feitas; se não tentássemos pesar as alternativas possíveis, que podem ser compatíveis com as provas, sobretudo quando consideramos as tontes de ambigüidade e erro; se não tentássemos corrigir asfalhas no conhecimento; se, mesmo depois de ter afastado alguma alternativa, a partir da idéia de que não é suficientemente plausível para merecer consideração séria, ou depois de ter afastado alguma falha evidente no conhecimento como não suficientemente adequado para merecer exploração intensiva, não estivéssemos constantemente preparados para reabrir essas questões e não fossemos sensíveis para a possibilidade de reabri las, a ciência degeneraria em dogma.

Anúncios

Autor: >Lila

jornalista, vicionauta, blogueira, muito interessada em educação e comunicação [social, visual, digital] (professora, aluna, pesquisadora, mãe, filha e avó em ordem randômica de tempo, espaço e sensações )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s