tudo é bom

Tem um mês que fui internada.  As vezes vem a angústia de estar tudo demorado. Sou grata por que foi apenas susto. Mas cada coisinha tem demandando esforço tão grande. É diferente de não poder andar, de não querer fazer, e simplesmente nao conseguir. Faltar folego até para suspirar. Dai é jogar o jogo do contente descaradamente.
Procuro pensar nos meus pulmões como árvores que estão recuperando a ramagem e as folhagens. Aos nossos olhos ansiosos o processo é lento, mas deviamos entender que na verdade é um programa meticuloso de fortalecimento e regeneração.  Arvores do cerrado, queimam, se contorcem e se fortalecem.

Anúncios

Autor: >Lila

jornalista, vicionauta, blogueira, muito interessada em educação e comunicação [social, visual, digital] (professora, aluna, pesquisadora, mãe, filha e avó em ordem randômica de tempo, espaço e sensações )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s