rascunhos de nós mesmos

Tanto tempo e parece que foi ontem que a gente começou a se encontrar e sonhar uma vida junto. Nos desenhamos de diariamente em grafite, em tinta, em água, em sopro. Do traço ora vacilante, ora firme esboçamos nossos contornos. Borracha, mata-borrão, rasuras, fissuras do desgaste do frágil papel realçam, sem muita técnica,  as sombras, brilhos, perspectivas, profundidade, tensões e harmonias. Prontos? Rascunhos. Ainda rascunhos de uma futura boda de porcelana.

é pra vida inteira...
Que coisa bonita, diga qual a palavra que nunca foi dita
Anúncios

Autor: >Lila

jornalista, vicionauta, blogueira, muito interessada em educação e comunicação [social, visual, digital] (professora, aluna, pesquisadora, mãe, filha e avó em ordem randômica de tempo, espaço e sensações )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s