o que um template não pode fazer

Um template ou modelo de diagramação, pode facilitar muito a vida de quem está focado apenas na produção de informação textual. Testado e aprovado por alguém, sempre tem um template que dá conta das principais necessidades de um produto, impresso ou web. Bom. E aí?
Aí entram as variantes que tornam a área da comunicação um vasto campo de estudo e experimentação. Variantes que potencilizam soluções criativas baseadas na tecnica, na arte, na sensibilidade e na real necessidade de cada produto.
Nem todo texto pode ser reduzido ou ampliado ao número “x” de caracteres para caber num gabarito pré-concebido.
Nem sempre só o texto dá conta de informar com qualidade sobre determinados temas.
A empatia com o receptor não se dá pela repetição de formatos, mas pela boa acomodação.
Identidade não é repetição constante dos mesmos elementos, mas arranjos na linguagem visual e textual que promovem um conforto.
Um template pode dar a solução rápida, mas nem sempre dá a precisa.

Anúncios

Autor: >Lila

jornalista, vicionauta, blogueira, muito interessada em educação e comunicação [social, visual, digital] (professora, aluna, pesquisadora, mãe, filha e avó em ordem randômica de tempo, espaço e sensações )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s