ar fresco, um prodígio

Uma coisa impressionante na tv italiana é o tempo dedicado a publicidade. Irregular, pode chegar a uns 15 minutos por intervalo, as vezes mais. Quem está acostumado com vinhetinha que introduz o intervalo comercial e com os cortes mais ou menos precisos nos segmentos de programação das TVs brazucas se perde  todo. Isso sem falar no volume do áudio que aumenta consideravelmente na hora dos comerciais.
A liberdade expressiva das propagandas em relação a alguns “tabus fisiológicos” também me fez parecer conservadora. Começo a achar que a dieta de lá é bem mais perigosa que a nosso vatapá ou feijoada, com tanta referência aos males de estomôgo e adjacências. Uma das imapagáveis que vi, é protagonizada por um esquilinho maroto e acabou tendo duas versões. A primeira versão completamente escrachada censurada em algumas redes de TV, e a segunda com uma “readequação” do roteiro. Um prodígio!
1.


2.

Anúncios

Autor: >Lila

jornalista, vicionauta, blogueira, muito interessada em educação e comunicação [social, visual, digital] (professora, aluna, pesquisadora, mãe, filha e avó em ordem randômica de tempo, espaço e sensações )

Um comentário em “ar fresco, um prodígio”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s