Bonito por natureza…

Então, agora na terrinha quente e ensolarada.
Depois de 9 horas no ar, uma hora de “BR esburacada” sobre o Atlântico na entrada do continente, foi emocionante ver todos passageiros aplaudindo a aterrissagem em Brasília. Valeu a experiência de vôo direto.
Acho que ninguém entrou no fuso italiano. Nem tá difícil acordar pela manhã.
Da saudade a realidade é quase um soco no estômago.
Duro é ver o cotidiano, ou sua releitura na tv, no supermercado, na rua. A gente fica fora tão pouco tempo e começa a idealizar.
Impressionados pelo frio, saímos cantando, fazendo inveja aos que ficaram com suas saudades. Moro num pais tropical, abençoado por Deus e…

As boas vindas do taxista foram pesadas: Mortes no trânsito, assassinatos, tempestades, epidemias, carestia. Pílula azul! Pílula azul!
Puxa no aeroporto ninguém falou da febre amarela.Vacinaremos amanhã.
Ainda não posso dizer que cheguei porque nem deu pra dormir em casa. Vejo minha casa pela janela e continuo com saudade.

Anúncios

Autor: >Lila

jornalista, vicionauta, blogueira, muito interessada em educação e comunicação [social, visual, digital] (professora, aluna, pesquisadora, mãe, filha e avó em ordem randômica de tempo, espaço e sensações )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s