Somos tão jovens…

Outro dia em aula da pós, discutíamos sobre o processo da comunicação social e como ele tem sido modelado pelos usos e necessidades. Antes ainda da fase que o professor denomina de protomeios, era a memória humana que permitia o repassar de “todo o conhecimento essencial” a sobrevivência. Os velhos dos grupos sociais eram repositórios preciosos e respeitados de tudo que fosse possível preservar. Milhões e milhões de anos, técnicas, tecnologias e yodabytes de informação armazenada, o essencial da sobrevivência, (não especificamente da comunicação social, claro) acredito que permanece com os velhos. Pena que é preciso ser “velho” para concluir. Non’era peccato!

https://shanalogic.com/item_images/1287_mimi_emot_full.jpg


Não existe partida. Existe recomeço. Vó Geralda. No coração.

Anúncios

Autor: >Lila

jornalista, vicionauta, blogueira, muito interessada em educação e comunicação [social, visual, digital] (professora, aluna, pesquisadora, mãe, filha e avó em ordem randômica de tempo, espaço e sensações )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s