Faça sua escolha

Eleição para a renovação da diretoria e Conselho Fiscal da Federação Nacional dos Jornalistas e para a Comissão Nacional de Ética dos Jornalistas entre os dias 16 e 18 de julho.
Duas chapas estão disputando: a Chapa 1 – Orgulho de ser FENAJ, encabeçada pelo atual presidente da entidade, Sérgio Murillo de Andrade; e a Chapa 2 – Luta, FENAJ!, que tem à frente Dorgil Marinho, diretor do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal.
O jornalista sindicalizado pode votar nas sedes e nas delegacias dos Sindicatos dos Jornalistas Profissionais e em locais de trabalho previamente definidos pela Comissão Eleitoral Local, sendo permitido o uso de urnas-itinerantes.
Acompanhe as noticas pelo site da Fenaj

O que incomoda nossos adversários Sem qualquer escrúpulo, Diretoriada Fenaj usa máquina contra Chapa 2
17/07 | Em resposta aos ataques levianos e caluniosos dos seus oponentes, a Orgulho de ser FENAJ defende a autonomia dos Sindicatos de Jornalistas para manifestarem seu apoio e tomarem posição a favor das chapas que disputam a diretoria da Federação, conforme tradição do movimento sindical democrático.
Apoiada abertamente por 26 Sindicatos, a Chapa 1 sustenta a legitimidade do posicionamento político destas entidades durante o processo eleitoral para a FENAJ, sem qualquer prejuízo à credibilidade na condução da votação nas suas bases. E exige respeito a estas entidades que com muita responsabilidade, coragem e luta vêm construindo o movimento sindical dos jornalistas brasileiros.Desde o início do processo eleitoral, a nossa oponente Chapa 2 insiste em um argumento conveniente aos seus interesses e absolutamente oportunista. Seus
representantes têm sistematicamente questionado o posicionamento da maioria das
diretorias dos Sindicatos na disputa para a direção da FENAJ.A Chapa Orgulho de Ser FENAJ conta com o apoio aberto e declarado de 26 sindicatos de jornalistas. Suas diretorias reuniram-se, avaliaram como positivo trabalho desenvolvido pela atual gestão e decidiram indicar nomes paraintegrar a Chapa que dará continuidade a este trabalho. Alguns Sindicatos, além da indicação de nomes, decidiram tornar pública a posição de apoio a Chapa 1.É perfeitamente aceitável que algumas entidades tenham optado por não se posicionar. Inaceitável é questionar as diretorias que estão engajadas na campanha. A disputa é pela Direção da FENAJ e é absolutamente legítimo que os Sindicatos tenham posição política nesse processo, sem qualquer comprometimento da lisura na condução da eleição nas suas bases.
Foi o que fez o Sindicato de Brasília, no início deste ano, quando anunciou, em editorial do seu jornal, que iria apoiar uma articulação de oposição à atual diretoria da FENAJ. A Chapa 1 em momento algum questionou a posição do Sindicato de Brasília ou a isenção na organização da eleição no DF.Os Sindicatos de Jornalistas freqüentemente tomam posição em disputas que envolvam outras categorias. É da tradição do movimento sindical democrático. A Chapa 2 estranhamente defende que, na disputa da Federação dos Jornalistas, que envolve o futuro da nossa profissão, nossos Sindicatos se omitam de fazer uma opção pelo melhor programa. Nem o oportunismo eleitoral justifica tanta desqualificação da política.Um Sindicato incomoda… 26 Sindicatos incomodam muito mais…O que incomoda aos integrantes da Chapa 2 é o apoio da imensa maioria dos Sindicatos à atual diretoria da FENAJ. Incomoda o fato de vários Sindicatos,que estavam juntos com a oposição na eleição anterior, terem mudado de opinião, deixando a Chapa 2 com o apoio de apenas dois Sindicatos. Incomoda também a
formação da Orgulho de Ser FENAJ: feita dentro dos Sindicatos de Jornalistas.

Não há, do nosso lado, a intervenção de tendências de partidos ou, muito menos,
de governos e organizações estranhas ao movimento sindical dos jornalistas.
Incomoda a composição da nossa chapa que representa equilibradamente TODOS os
segmentos da nossa categoria. Incomoda a experiência e a combatividade de
nossos candidatos e a nossa coragem de assumir, sem qualquer embromação, as
bandeiras históricas da categoria, como a defesa do diploma e do CFJ. É, de
fato, muita incomodação.

Integrantes da Chapa 1 que têm Orgulho de Ser FENAJ

http://www.chapa1fenaj.org.br

De Rondônia ao Rio Grande do Sul, as direções dos sindicatos ligados à situação na Fenaj estão usando e abusando das “máquinas” que controlam, sem qualquer escrúpulo, para tentar derrotar a Chapa 2.Em Porto Velho (RO), o presidente da comissão eleitoral local enviou para o interior do Estado cédulas sem assinatura das demais integrantes do órgão, e sem que os locais de votação e os mesários responsáveis pela coleta dos votos estivessem definidos. Ligado à Chapa 1, o presidente da comissão alegou que”os delegados do Sindicato” é que estariam colhendo os votos, mas não soube informar quem são esses delegados nem onde a votação estaria ocorrendo. No Ceará, a diretoria do Sindicato esqueceu-se do significado da palavra isenção. O mais recente boletim do Sinjor traz nada mais do que quatro textos de propaganda da Chapa 1. O sindicalizado cearense sequer é informado de que há outra chapa na disputa.
Também na Paraíba, a direção sindical, além de negar mesários para a Chapa 2, criou problemas para a indicação de fiscais da oposição.
No Rio de Janeiro, ao contrário do que informa a nota mal-intencionada publicada no site da Fenaj na segunda, 16/7, os membros da Chapa 2 precisaram impedir a saída das urnas para garantir o direito elementar de contar com mesários na eleição. Isso porque a Chapa 1 rejeitou decisão da comissão eleitoral local de garantir que ambas as chapas indicassem mesários. Só depois de muita negociação é que a comissão eleitoral garantiu o equilíbrio na composição das mesas, e a votação teve início.> No Rio Grande do Sul, num cenário de total desequilíbrio da comissão eleitoral local, amplamente hegemonizada pela situação, os diretores do Sindicato aproveitaram o dia para telefonar aos associados pedindo voto para a Chapa 1. Tudo isso em pleno local de votação e apesar dos protestos dos representantes da Chapa 2. E, ao contrário mais uma vez do que afirma o texto publicado pela Fenaj, que insinua que a Chapa 2 estaria violando o regimento eleitoral ao indicar radialistas como fiscais, a verdade é que isso havia sido autorizado pela comissão eleitoral por acordo entre as chapas.Fica claro, portanto: quem não é afeito à democracia sempre mostra suas garras. Trata-se de um grupo político capaz de qualquer coisa para prolongar sua permanência à frente da Fenaj. Cabe aos jornalistas brasileiros quebrar esse domínio perverso sobre a nossa entidade nacional.
Pela renovação, vote Chapa 2!

http://www.lutafenaj.org/

Anúncios

Autor: >Lila

jornalista, vicionauta, blogueira, muito interessada em educação e comunicação [social, visual, digital] (professora, aluna, pesquisadora, mãe, filha e avó em ordem randômica de tempo, espaço e sensações )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s