agosto de 2006

31/08/2006 19:21
Intercom Brasília
Corre-corre na preparação da cobertura do Intercom 2006. A FaC já está trabalhando a todo vapor.
Vamos integrar uma equipe de alunos da UCB aos da UnB para tabalharem na cobertura jornalística, fotojornalistica, assessoria e cibercafé.
Acho muito positivo este intercâmbio.

Intercom 2006 XXIX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação UnB – Brasília, 6 a 9 de setembro
saiba mais no site do evento.************

Como esta semana o assunto na aula foi produção e edição de imagens digitalizadas no jornalismo e comentei sobre o risco da mania de achar que com uma pesquisa no Google “seus problemas acabaram”, vou linkar neste post do 2005, mas muito atual.
Cuidado como o jornalismo tabajara!
Pode ser do google professora?” …. eu também achei um ideograma muito bunitim no google. Mas a palavra-chave que busquei não tinha nada a ver com chinês…
Não gire a ilustração. Não quero ofender ninguém!
Lila Ribeiro | comentários

….::::…::::….

30/08/2006 10:31
Laboratório de cibercultura
A cada semestre tento driblar o pouco tempo disponível na disciplina Produção e Edição em Jornalismo Digital com alguma atividade que faça uma ponte entre aspectos teóricos e práticos.
São alunos que já estão no fim do curso. Saturados de informação. Com um pé no mercado e outro amarrado pela monografia.
Alguns alunos não tem noção do que seja usar a web para jornalismo. outros mais que desconhecimento têm desprezo. Ainda bem que semestre a semestre aumenta o interesse em aprender e experimentar.
Para introduzir o tema, este semestre, pedi que os alunos entrevistassem webjornalistas, pesquisassem sobre tendências.

O resultado está no Jornal Laboratório Artefato Digital
Blogs: uma nova maneira de noticiar
Caminhos do Jornalismo On Line
A arte do mountain bike
Webjornalismo e o Terceiro Setor
Interatividade e tempo real: o jornalismo no futuro
Mundo Digital, comunicação Universal
Integração entre os meios de comunicação
Direito Autoral: será que existe?
Foca do webjornalismo
O futuro é agora: Jornalista multimídia
A identidade do webjornalismo
Os desafios de escrever para a web
O webjornalismo e a tecnologia
Internet sem-fio traz informação ainda mais rápida
Você sabe o que é um Podcasting?
Notícia em primeira mão
As tendencias do Jornalismo Digital
Jornalismo participativo — a interação ao alcance do usuário
Jornalismo em tempo real
O declínio dos jornais e a internet
Já deu na Internet, mas eu não sei quem é você
Pseudo quem?
Era uma vez o jornal impresso?
Recepção Digital
Blogs: espaço interativo
Integração entre os meios de comunicação
Banda larga decreta o fim do acesso discado
Seminário apresenta TV Digital ao Brasil
Brasil quer adotar tecnologia japonesa
Lila Ribeiro | comentários

….::::…::::….

21/08/2006 19:40

Recebi os comentários abaixo por e-mail, mas já tinha tido a mesma percepção antes. Me contive por que achei que estava muito alterada para emitir qualquer juízo.
Será que é só mania de conspiração?

mensagem 01:
Pelo amor de Deus…
Subliminarmente, o que o texto da capa está dizendo é “Cuidado! Façamos alguma coisa, senão essa negra, semi-analfabeta, nordestina e pobre vai reeleger um igual e o Brasil estará nas mãos dessa gente pobre e despreparada por mais 4 anos!!”. É isso que está sendo dito na capa.

Meu Deus!! A Veja é uma revista fascista/nazista
mensagem 02:
– Esta não dá para deixar passar uma semana. Na imagem acima não dá para ler com definição, mas na das bancas é possível ver perfeitamente. Gilmara dos Santos Nascimento, nordestina “27” anos, segura um documento que indica sua data de nascimento: 01/12/1975. Noves fora, bota um, tira dois, estamos em 2006, nasci em novembro de 1977 e tenho 28…peraí? Não tem algo matematicamente errado aí? E eles repetem dentro da revista, na legenda da foto e no texto, os mesmos 27 anos. Espetacular, os racistas que fizeram esta capa e matéria não sabem fazer contas…
======
AVISOS
Esta crítica da Veja é completamente independente, não estando associada a nenhum grupo ou empresa.
Correções, críticas, sugestões e comentários em geral são bem vindos.
É livre o repasse desta mensagem, desde que constem os créditos da fonte e do autor, e o e-mail para recebimento do boletim.
A publicação de trechos ou mesmo do Veja Q Porcaria inteiro é permitida, desde que discutida antes com o autor.
Avisem-me acima de tudo se NÃO QUISEREM mais receber ou se souberem de alguém que queira.
No caso de ter recebido essa mensagem em um forward e quiser receber
o “Veja Que Porcaria” semanalmente, mande um e-mail para vejaqporcaria@yahoo.com


“Todos os deuses são um só D’us!”
Lila Ribeiro | comentários

….::::…::::….

21/08/2006 18:39
Reuniões.. ..

people

Depois de encerrado o encontro, é hora de elaborar uma ata. “Com ela, todos podem ter um idéia clara do que é esperado deles, evitando que cada um conte a sua versão e surjam ruídos na comunicação”, avalia Lísia, que acredita que assim é possível obter mais resultados e comprometimento de todos, fortalecendo a hierarquia interna. Ferramentas como a videoconferência não podem ser descartadas. “É ideal para reuniões entre filiais sobre assuntos comerciais, quando se quer multiplicar conhecimento de forma ágil”, destaca.

Estas dicas sobre reunião acabo de ler no Baguete.

– Sexta e segunda-feira não são bons dias para reuniões.
– O horário mais indicado é o período da manhã.
– O ideal é que o encontro não dure mais de duas horas.
– Celulares devem ficar de fora.
– Ambientes arejados, espaçosos e sem ruído são fundamentais.
– Reuniões em restaurantes são boas nos primeiros contatos com um cliente, quando a pauta ainda não está muito definida. Poucas pessoas devem participar.
– Não use reuniões para cobranças, isso só vai colocar as pessoas na defensiva. Feedback deve ser feito entre as chefias e os executores.
– Estabeleça regras antes de começar o encontro.

Lila Ribeiro | comentários

….::::…::::….

13/08/2006 14:48
Obrigado Deus por teus roteiros e obreiros
Numa aula de audiovisual, debatiamos, sobre como todas as narrativas da nossa vida passam por algumas fases até se tornarem uma história a ser contada. Primeiro são tragédias quase intraduzíveis em palavras. Depois dramas, quando se intesificam algumas lembranças. Numa terceira fase, a narrativa se torna informativa como uma notícia. O tempo, santo tempo, metamorfoseia em comédia, para lentamente gerar uma lenda.
Ainda estou entre o drama e a comédia. O susto grande passou. E só posso agradecer muito.
Agradecer aos que vibraram positivamente, aos que prestaram socorro na ambulância, no hospital. Aos solidários, amigos, parentes e anônimos.
Agradecer especialmente a duas pessoas, praticamente anônimas:
A Claudia, que teve o impulso de saltar do ônibus e prestar os primeiros socorros à minha filha e ainda ligar avisando sobre o atropelamento. Não a vi, mas sua voz ainda está aqui no meu coração.
E ao enfermeiro do SAMU, a sua voz e olhar calmos e sua atitude prestativa. Nosso Anjo da Guarda durante a permanência dentro do Hospital de Base.
Ele nos deixou na porta de saída, eu agradeci e ele saiu rapidamente pra ajudar outra pessoa. Ninguém soube me dizer seu nome.
Que bom que voltei para casa trazendo de volta minha filha falante e feliz.
Gratidão para sempre.

Lila Ribeiro | comentários

Enviado por: Thaty
Data de Envio: 29/8/2006 17:37:00
Blog: http://desenhodegiz.blogspot.com
Puxa, Lila!! Não sei o que aconteceu exatamente, mas espero que a Mari esteja bem, do fundo do meu coração. Você sabe que somos do tipo de amigas que, mesmo não nos vendo regularmente, nos amamos e amamos os filhos uma das outras. Mesmo eu me sentindo velha cada vez que vejo seus “pequenos” crescendo! Beijão pra você e um especial pra Mari.
Enviado por: dri
Data de Envio: 19/8/2006 19:31:00
Blog: esquisitice.zip.net
Fiquei muito feliz de ver a loira linda e bem hoje… Temos que agradecer muito mesmo ao papai do céu e anjos da guarda… Beijos Dri*

….::::…::::….

08/08/2006 00:56
tempos modernos

Picture by gmafb


Quem foi criança na década de 70 deve se lembrar de um encarte na revista Pais & Filhos, se não me engano chamado Tabu. Era tabu de verdade. O papel era meio marrom, feio, tipo papel jornal e contrastava com o brilho da folha branca da revista. Mas o que mais chamava a atenção era que o encarte vinha lacrado. Para ler tinha que se rasgar o vinco central. E a isso ninguém se arriscava.
A curiosidade aguçava a imaginação, ainda infantil: “Deve mostrar o neném saindo pela boca da mãe, ou então entrando na barriga.
Que nojo!”. Mas isso são memórias de outros tempos. E não é só por conta da internet, nem das ousadas cenas das novelas de todos os canais e horários, ou das sessões big brother de cpis. Nem sei mais o que é tabu. O jornal ensina a fabricar bomba, a escolher profissão, a arrombar carro, a previsão de tempo, os melhores pontos e formas de se assaltar. A novela ensina a trair, dá dicas de etiqueta, mostra lugares lindos, ensina sexo seguro na gravidez. Usa, a pretexto de realismo, termos pejorativos, ao falar de pobres, negros e domésticos, satisfazendo intimamente quem já não pode mais fazer isso no dia-a-dia por força da lei.
Não há tabu em praticamente nada hoje.
Ontem, domingo, nas zapeadas da noite/madrugada, parei por alguns instantes numa fantástica aula sobre sexo anal. Fantástica pela naturalidade com que a apresentadora do programa, com um close em suas mãos, explicava como realizar o ato. Step by step. Tranqüila, articulada e altamente didática. Carismática, muito profissional mesmo.
Continuei zapeando. Cai num programa que orava contra maldições e mal agouros. Ouvi um debate político. Venda de jóias. Enlatados. Fui resgatada pela contagem regressiva do sleep da TV.

Lila Ribeiro | comentários

Enviado por: lendaria saiyajin
Data de Envio: 9/8/2006 05:03:00
Blog:
Esse programa q viste no domingo deve ser o talk sex with sue, e discovery kids eh muito bom,adoro boo, connie a vaquinha, barney hehe
Enviado por: lendaria saiyajin
Data de Envio: 9/8/2006 05:02:00
Blog:
Sabe, acho qeu este programa de sexo que viste no domingo eh o talk sex with sue, acho muito bom esse. Haaa tu assiste discovery kids heheheh eu amo. O Boo, Barney, Connie a vaquinha. So nao gosto de Jay Jay ,o jatinho.
Enviado por: Thaty
Data de Envio: 8/8/2006 16:50:00
Blog: http://desenhodegiz.blogspot.com
Eu desisti de ver os canais abertos. Não que na tv a cabo também não tenha muita porcaria. Mas lá pelo menos temos mais opções. Alias, lá em casa é assim: durante o dia, Discovery Kids até enjoar. Após as 20 horas, meus seriados favoritos! rsrs Beijocas!


….::::…::::….

04/08/2006 20:084915

https://i2.wp.com/www.free-lens.net/images/repository/photos/96/4915.jpg

Coisa novas pintado no horizonte. Que bom!
Primeiro, sair um pouco do adorado mundo virtual do futuro do presente, com uma deliciosa turma de História da comunicação. Depois planejar algumas estratégias de comunicação. Oba! serviço pra não deixar a “oficina” sem serviço. E olha que parada eu devaneio……

Todo dia aprendendo um pouco.
Todo dia aprendendo um pouco. Bom! Descobri por que não conseguia ver meu template direito no Opera e no Firefox. Já estava desistindo, quando resolvi usar aquele “dom divino” chamado raciocinar e descobri que o problema é bem menor do que eu pensava. E olha que quebrei cabeça mexendo no código do template, quando bastava ter reeditado uma linha longa em um post , e pronto.
Funciona assim quando temos contato com coisas novas. Ta certo, saber que existem diferenças entre plataformas e browser, eu já sabia.
Mas mudar de produto é outra coisa.
Estou na fase de quase abandonar o Internet Explorer como browser. Não é tão fácil assim.
O IE é mais ou menos como deixar a tv ligada na Globo. O hábito Globo também aos poucos, bem devagar, estou abrindo horizonte. Não tenho cabo em casa, mas com o controle remoto tenho tido ótimas surpresas nos outros canais. Viva a diversidade.
Lila Ribeiro | comentários

….::::…::::….

04/08/2006 20:07
heinn???

Lila Ribeiro | comentários

….::::…::::….

Página 1 de 1
Anúncios

Autor: >Lila

jornalista, vicionauta, blogueira, muito interessada em educação e comunicação [social, visual, digital] (professora, aluna, pesquisadora, mãe, filha e avó em ordem randômica de tempo, espaço e sensações )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s